Notícias

0
Logo do Videocamp em diversas cores (azul, rosa, verde, laranja, roxo e amarelo)

Plataforma criada pelo Instituto Alana e pela Maria Farinha Filmes tem o intuito de promover o cinema como ferramenta de transformação social.

A versão completa do VIDEOCAMP está no ar: trilíngue Mídia (português, inglês e espanhol), a plataforma é um canal de comunicação que reúne filmes e indicações de produções cinematográficas que provocam, sensibilizam e inspiram. Criada pelo Instituto Alana em parceria com a Maria Farinha Filmes, a plataforma sobe com mais de 100 filmes cadastrados, sendo que muitos estão disponíveis para exibição pública gratuita.

O VIDEOCAMP possibilita que produtores do mundo todo cadastrem seus filmes e os disponibilizem para exibições públicas gratuitas ou visualizações individuais. No cadastro também será possível incluir conteúdos extras com informações complementares ao tema abordado pelo filme, como por exemplo, instituições que trabalham o tema ou livros e materiais explicativos. Todas as inscrições passam por uma avaliação técnica e de conteúdo que levará em conta a mensagem e seu potencial de transformação do mundo.

Veja também:
– VIDEOCAMP é lançado no Festival SXSW em Austin (EUA)

O VIDEOCAMP também reúne indicações de filmes inspiradores disponíveis em outras plataformas. “O importante é que os filmes emocionem, divirtam e toquem os espectadores promovendo debates e reflexões. Queremos que essas causas ganhem força com novos agentes multiplicadores”, explica Carolina Pasquali, diretora de comunicação do Alana. Vale dizer que o Alana sempre apostou em filmes para amplificar o alcance das causas com as quais trabalha. O “Muito Além do Peso”, por exemplo, patrocinado pelo Instituto, já chegou a mais de 5 milhões de pessoas e contribuiu para várias mudanças importantes no tema da obesidade infantil.

Trata-se de uma forma alternativa de distribuição, que busca o impacto, e funciona tanto para o produtor do filme, que aumenta o público da sua obra, quanto para o espectador, que acessa um conteúdo de qualidade e amplia sua visão de mundo. “Essa nova estratégia, que conecta o público com causas, têm um grande potencial de engajamento e transformação”, conta Luana Lobo, sócia e diretora de distribuição híbrida da Maria Farinha Filmes.

Comentários ( 0 )

    Comente

    Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos necessários *

    X