Notícias

0
Mulheres sentadas em uma mesa. A da ponta direita segura um microfone, enquanto as outras prestam atenção.

Kiran Bir Sethi: designer, empreendedora social e idealizadora do Design for Change esteve em São Paulo na semana passada para compartilhar sua história e conhecer outras tantas que estão acontecendo por aqui. Tudo começou em 2001 na Índia, quando Kiran, incomodada com a proposta pedagógica da escola em que seu filho estudava, decidiu fundar seu próprio centro de ensino. A Riverside School, que fica em Ahmedabad, começou com cerca de 20 alunos, com a proposta de ser um espaço em que as crianças seriam as protagonistas, utilizando o conhecimento aprendido na escola para transformar a realidade à sua volta.

Kiran no lançamento do Escolas Transformadoras. Foto: Rodolfo Goud

Hoje, a Riverside conta com mais de 300 alunos e está entre as melhores escolas do país. O trabalho desenvolvido por lá deu tão certo que, em 2006, nasceu o movimento Design for Change, com a missão de espalhar pelo mundo uma abordagem simples, flexível e inovadora, que encoraja crianças e jovens a serem protagonistas de suas próprias histórias de mudança. O Design for Change está presente em 35 países, no Brasil é desenvolvido pelo Instituto Alana, com o nome Criativos da Escola.

Kiran participou de diversos eventos em São Paulo para apresentar a abordagem do Criativos da Escola e inspirar cada vez mais gente a se unir ao movimento. No dia 16, Kiran foi a palestrante do lançamento do projeto Escolas Transformadoras, uma iniciativa da Ashoka em parceria com o Instituto Alana, que busca apoiar e conectar escolas de todo o país que estão criando novos caminhos rumo a uma educação verdadeiramente transformadora. No dia seguinte, Kiran participou de uma roda de conversa no auditório do Alana, mediada por Carolina Pasquali, coordenadora do Criativos da Escola, em um encontro inspirador e intimista que emocionou quem esteve presente. “As crianças são empreendedoras sociais por natureza. Precisamos escutá-las, com os nossos olhos, ouvidos e corações frescos por novas aprendizagens junto com elas”, afirmou.

No dia 18, foi a vez do CEU Heliópolis receber Kiran para uma mesa redonda, que contou com a mediação de Braz Rodrigues Nogueira, diretor da Diretoria Regional de Educação Ipiranga, e com a participação das alunas Lauren Leite e Ana Gabriela Cruz, e de Amélia Fernandez, coordenadora pedagógica da EMEF Campos Salles – um exemplo brasileiro de que é possível colocar as crianças como protagonistas e reconhecer suas competências. O evento foi realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, e contou com a presença de representantes das Diretorias Regionais de Educação e educadores de CEUs espalhados pela cidade.

Foto: Paulo Pereira

Roda de conversa no auditório do Instituto Alana. Foto: Paulo Pereira

Por fim, no dia 20, Kiran fez uma palestra na Biblioteca Mário de Andrade, como parte da Virada Educação, seguida de um bate papo com as professoras Zilda Rizzo, da E.E. Caetano de Campos, Edna Monteiro e Vanessa Oliveira, da EMEF Gabriel Prestes, que compartilharam experiências de protagonismo infanto-juvenil desenvolvidas nas escolas.

Depois dessa agenda cheia, Kiran segue viagem pela América Latina, deixando conosco a certeza de que crianças e jovens podem ser protagonistas das mudanças que queremos ver no mundo.

Foto: Paulo Pereira

Mesa Redonda no CEU Heliopólis. Foto: Paulo Pereira

Comentários ( 0 )

    Comente

    Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos necessários *

    X