Notícias

Auditório com pessoas na plateia sentadas em cadeiras verdes, e no palco um telão e três palestrantes sentados de frente para a plateia.

Atualmente, é possível notar em diversas cidades brasileiras a desigualdade de acesso à natureza. Por isso, quando se pensa na relação entre criança e meio ambiente, é preciso considerar os múltiplos fatores que aproximam e distanciam, e entender que esse contato pode se estabelecer de diferentes maneiras. 

Para ampliar o diálogo sobre esse cenário, o programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, em parceria com o Sesc realizaram o “Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental”, nos dias 10 e 11 de junho, no Departamento Nacional do Sesc, no Rio de Janeiro. O encontro reuniu especialistas e educadores de todo o Brasil para instigar diálogos sobre a necessidade de maior interação das crianças com a natureza.

Pela primeira vez o seminário abriu espaço para apresentação de trabalhos, pesquisas e experiências que colocaram na prática o que foi discutido no seminário, além disso, também foram abordados temas como: as múltiplas infâncias; segurança no espaço público; a importância da experiência e a conexão da natureza e o cuidado com a terra” e também, ao longo dos dois dias de programação houve diversas oficinas para os participantes, como pipas, construção de bichinhos em madeira, produção de tintas à base de terra e pintura, confecção de comedouros artesanais para observação de aves, entre outras. 

Atividade realizada durante o "Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
Atividade realizada durante o "Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
"Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
"Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
"Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
Laís Fleury no "Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".

 

 

Comentários ( 3 )

Comente

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos necessários *

X