Notícias

0

Manifesto pede que perspectiva do Desenvolvimento Integral permeie todos os pontos da Base Curricular Nacional, que está em processo de construção.

O Instituto Alana, ao lado de outras organizações da sociedade civil, assinou um manifesto que pede a inclusão do Desenvolvimento Integral de forma mais explícita e transversal na Base Curricular Nacional. O texto, produzido pelo Movimento pela Base Nacional Comum, tem o propósito de mobilizar e sensibilizar o Ministério da Educação sobre o tema, além de buscar um engajamento de outras organizações.

O documento preliminar da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) está aberto à consulta pública até dia 15 de Março e apresentará o conjunto de conhecimentos e habilidades essenciais que cada estudante brasileiro tem o direito de aprender durante a Educação Básica para se desenvolver como pessoa.

Veja também:
Alana assina manifesto contra a ‘reorganização escolar’ em SP
Presidente do Alana integra conselho do CCFC
Frente Parlamentar da Criança e do Adolescente é relançada

A legislação brasileira vigente ressalta que a finalidade da educação é promover o pleno desenvolvimento do aluno (artigo 205 da Constituição Federal, artigo 53 do Estatuto da Criança e do Adolescente e artigo 2 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), e que, portanto, deve contribuir em todas as dimensões, física, intelectual, social, emocional e simbólica, ao longo da trajetória escolar.

O Movimento pela Base Nacional Comum quer garantir que a BNCC contemple aprendizagens associadas a todas estas dimensões e que a educação brasileira seja orientada para o Desenvolvimento Integral. O manifesto defende ainda que esta perspectiva inspire o propósito, a concepção formativa, a abordagem das áreas do conhecimento, das etapas de ensino e dos objetivos de aprendizagem presente na BNCC.

Para saber mais acesse: http://movimentopelabase.org.br/

Foto: Free Images

Comentários ( 0 )

    Comente

    Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos necessários *