Our Blog

Imagem de um adulto e um menino com bexigas amarelas e rosas na mão. Os dois estão de costas andando por um corredor.

Dirigido por Renata Meirelles e Sandra Eckschmidt, documentário “Miradas” registra gestos e paisagens do brincar de diferentes grupos infantis

Antes de tudo, brincar é a expressão viva da criança em contato com o mundo. Nesse sentido, um olhar cuidadoso para esses gestos pode revelar muitas narrativas. Sabendo disso, oito pesquisadores observaram o brincar livre de algumas crianças e registraram essa experiência no filme “Miradas”.

O material foi lançado, em junho de 2019, pelo programa Território do Brincar, iniciativa do Instituto Alana.

O que o brincar livre e espontâneo das crianças nos revela? Como observá-lo de forma viva? 

Dirigido por Renata Meirelles e Sandra Eckschmidt, o documentário conta como foi o processo de adentrar as paisagens do brincar. Diferentes grupos infantis são observados por meio da fenomenologia de Goethe. Esse processo consiste em quatro passos com referência aos fenômenos da natureza (terra, água, ar e fogo), e tem como premissa a apreensão do olhar para as essências e sutilezas. 

Ao mesmo tempo em que intensifica a percepção sensorial, o processo também se caracteriza como uma possibilidade de autodesenvolvimento para o pesquisador/educador. Isso acontece na medida em que o observador constrói um processo de conscientização e elaboração reflexiva.

Em vez de descrever ações concretas, a atenção se volta para pernas, sorrisos e emoções das crianças. Ou seja, sem julgamentos ou conceitos pré definidos, mas com intenção.  

Miradas, um filme para desaprender a olhar

“Parece que temos de desaprender tanta coisa para se colocar no lugar desse olhar cuidadoso e detalhado. E as crianças fazem isso naturalmente”, afirma a educadora  Elisa Hornett, que realizou sua pesquisa de observação na Unidade de Educação Infantil do Colégio Viver (SP).

Documentário “Miradas”

Direção: Renata Meirelles e Sandra Eckschmidt

Duração: 31 min

Ano: 2019

Pesquisadores: Beatriz Olival, Elisa Hornett, Gabriel Limaverde, Lia Mattos, Reinaldo Nascimento, Renata Meirelles, Sandra Eckschmidt e Soraia Chung Saura

O evento de lançamento aconteceu no Itaú Cultural, em São Paulo, e contou com a participação dos pesquisadores que relataram um pouco de suas trajetórias no processo de pesquisa.

Por fim, os participantes também experimentaram o primeiro passo – o terra – com um exercício de observação fenomenológica realizado a partir de uma foto de uma garota brincando com uma bacia de alumínio.  

Oficina de pipas no Seminário Criança e Natureza.
Evento de lançamento do filme "Miradas" no Itaú Cultural. Foto: Heloisa Fantini
Evento de lançamento do filme "Miradas" no Itaú Cultural. Foto: Heloisa Fantini
Evento de lançamento do filme "Miradas" no Itaú Cultural. Foto: Heloisa Fantini
Evento de lançamento do filme "Miradas" no Itaú Cultural. Foto: Heloisa Fantini
Evento de lançamento do filme "Miradas" no Itaú Cultural. Foto: Heloisa Fantini
Evento de lançamento do filme "Miradas" no Itaú Cultural. Foto: Heloisa Fantini
Evento de lançamento do filme "Miradas" no Itaú Cultural. Foto: Heloisa Fantini

 

O filme está disponível para exibição on-line na plataforma VIDEOCAMP, com opções de audiodescrição, legendas ocultas e tradução em Libras. O processo cuidadoso de observação pode ser conferido no material de apoio ao filme, que relata as nuances de olhar dos pesquisadores.

“Miradas” é uma descoberta e também um exercício de olhar para a infância com todos os olhos do corpo.

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    X