Our Blog

Pessoas sentadas em frente a um auditório. Um telão no fundo.

Programa promove segundo encontro, de uma série de quatro, sobre as competências-chave para uma Escola Transformadora

No √ļltimo dia 8 de novembro aconteceu, na UNIBES Cultural, em S√£o Paulo, a roda de conversa ‚ÄėProtagonismo na educa√ß√£o ‚Äď por uma sociedade de sujeitos transformadores‚Äô. Organizada pelo Programa Escolas Transformadoras, a iniciativa √© a segunda de uma s√©rie de quatro rodas que acontecer√£o at√© 2017.

A roda sobre protagonismo na educa√ß√£o foi mediada por Raquel Franzim e Antonio Lovato, coordenadores do Programa no pa√≠s. Estiveram presentes lideran√ßas das Escolas Transformadoras do Brasil, Venezuela e Argentina, estudantes, representantes de organiza√ß√Ķes da sociedade civil, jornalistas, pesquisadores, psic√≥logos, arquitetos, entre outros debatedores que, juntos, pensaram sobre o que √© ser protagonista e como este protagonismo se destaca entre crian√ßas e jovens.

Durante a conversa, os debatedores trouxeram √† tona o momento pol√≠tico vivido pelo pa√≠s e as ocupa√ß√Ķes dos estudantes secundaristas como uma not√°vel revela√ß√£o de protagonismo juvenil. A arquiteta e pesquisadora Beatriz Goulart ressaltou que o protagonismo tamb√©m tem a ver com o espa√ßo f√≠sico das escolas: ‚ÄúPrecisamos de lugares para encontros e debates ‚Äď precisamos de outro tempo e espa√ßo. E esse √© o papel da escola, pensar sobre qual lugar vai acolher o que deseja-se fazer‚ÄĚ.

F√°tima Limaverde, fundadora e coordenadora da Escola Vila (CE), ressaltou que ‚Äėo fazer‚Äô √© fundamental para que o protagonismo se revele: ‚ÄúNa Vila abrimos espa√ßo para que¬†as crian√ßas e os jovens se expressem, critiquem, falem, debatam e fa√ßam escolhas. Trabalhamos para que eles possam exercer sua cidadania de forma plena, sempre num papel atuante. Acho que esse √© o caminho‚ÄĚ, comentou, lembrando que durante as elei√ß√Ķes municipais, a escola promoveu um debate com os candidatos √† prefeitura de Fortaleza e que os alunos foram os respons√°veis por organizar, mediar as mesas e construir as perguntas.

Leia o livro composto de dez artigos aqui.

Assista ao vídeo abaixo e confira como foi este encontro inspirador!

 

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    X