Author: safira

Ilustração de adulto e crianças sentadas em uma clareira lendo livro

Contar hist√≥rias e trocar narrativas com as crian√ßas √© uma oportunidade de descobrir o mundo juntos e cultivar v√≠nculos afetivos. Com o intuito de nutrir a cria√ß√£o desses la√ßos no dia a dia das fam√≠lias e valorizar a for√ßa das narrativas orais com os filhos, netos, sobrinhos e alunos, o Alana convida os adultos e toda a crian√ßada a se aventurar por meio da escuta e da imagina√ß√£o na √°udio-s√©rie ‚ÄúPirimbim‚ÄĚ.

Produzida pela produtora Junglebee, em parceria com a plataforma Orelo, distribuida pela Flow e com o patrocínio do Instituto Alana, a série estreia nesta terça-feira, dia 15 de dezembro. Contando com 12 episódios de 10 minutos cada, a produção poderá ser ouvida com exclusividade no aplicativo de podcasts Orelo e também no site do projeto: www.pirimbim.com.br

Como parte do compromisso da distribuidora Flow com a democratização de acesso, a áudio série também estará disponível com ferramentas de acessibilidade incluindo tradução em LIBRAS e legendas descritivas em português. 

Criada pelo compositor e roteirista Fernando Salem (‚ÄúCocoric√≥‚ÄĚ e ‚ÄúCastelo R√°-Tim-Bum‚ÄĚ), pelo diretor de cinema e artista multim√≠dia Tadeu Jungle e pelo empreendedor social,¬† cineasta e CEO do Alana Marcos Nisti, ‚ÄúPirimbim‚ÄĚ conta a hist√≥ria de uma pequena ch√°cara encantada, onde tr√™s crian√ßas descobrem o mundo com a ajuda de um livro m√°gico.¬†

A trilha sonora da s√©rie tamb√©m √© assinada pelo maestro e compositor Luiz Macedo, autor de trilhas como as do Castelo Ra-tim-bum, Disney Clube e De Onde Vem. Em meio a m√ļsicas e hist√≥rias fascinantes, Zizi, Felipe e Aninha se aventuram por narrativas que atravessam temas como Meio Ambiente, Integra√ß√£o Social, Hist√≥ria Cultural, Ci√™ncia e Tecnologia, sempre de forma descontra√≠da e em uma linguagem acess√≠vel.¬†

O projeto foi criado com apoio de consultorias com especialistas da √°rea de pedagogia e inclus√£o social e tem o compromisso de abra√ßar a pluralidade da cultura brasileira e da inf√Ęncia. Essa miss√£o se faz presente desde a cria√ß√£o dos personagens da s√©rie, at√© a constru√ß√£o das narrativas ao longo dos epis√≥dios.¬†

Zizi, por exemplo, é a caçula do grupo e uma criança com Síndrome de Down. Leda, por sua vez, uma mãe, cientista e grande contadora de histórias, que veio da Angola para o Brasil ainda jovem, trazendo diferentes perspectivas sobre cultura e ancestralidade para a turma.

Além disso, a escolha de desenvolver um produto sonoro também apresenta uma alternativa ao entretenimento em telas e é um estímulo para que a criatividade e imaginação das crianças alcancem longos voos. 

Neste fim de ano, ‚ÄúPirimbim‚ÄĚ √© o nosso presente para que fam√≠lias possam fortalecer e valorizar seus la√ßos de afeto, mesmo de longe. Para que se encantem juntos pelas inven√ß√Ķes dos seres humanos e estendam essas aventuras atrav√©s da conta√ß√£o de hist√≥rias para al√©m da s√©rie.¬†¬†¬†¬†¬†

Saiba mais no site: www.pirimbim.com.br

Criança sentada de braços abertos e o texto: o começo da vida 2, lá fora. Lançamento nas plataformas digitais, 12 de novembro

Filme “O come√ßo da vida 2” retrata vida al√©m dos muros, mais saud√°vel e integrada com o planeta

O que √© natureza para voc√™? Essa pergunta inspirou a produtora Maria Farinha Filmes, em parceria com o Instituto Alana e a Funda√ß√£o Grupo Botic√°rio, a lan√ßar em 2020 um novo cap√≠tulo de ‚ÄúO Come√ßo da Vida‚ÄĚ. Desta vez,¬† provocando os espectadores a refletir sobre qual ‚Äúl√° fora‚ÄĚ queremos construir.¬†

Muitos esquecem que n√≥s tamb√©m pertencemos a esse mesmo organismo que abriga as plantas, os animais, os rios. O nascimento de uma crian√ßa, por exemplo, √© uma das grandes manifesta√ß√Ķes da natureza. Al√©m disso, o brincar em contato com peda√ßos de folhas ou um punhado de terra secreta uma das rela√ß√Ķes mais primitivas do ser humano.¬†

¬†O nascimento de uma crian√ßa √© uma das grandes manifesta√ß√Ķes da natureza.

No entanto, o processo de urbaniza√ß√£o que experienciamos insiste em nos separar do mundo l√° fora. Do mesmo modo, o desmatamento das florestas continua a ceifar o futuro das nossas pr√≥ximas gera√ß√Ķes.¬†

A chegada da pandemia Covid-19 evidenciou ainda mais as consequências físicas e psicológicas da privação ao ar livre na vida das crianças. No entanto, trouxe a urgência de reconstruir o imaginário do que é viver para além dos muros. Ou seja, de uma forma mais saudável e integrada com o planeta.

‚ÄúO Come√ßo da Vida 2: L√° Fora‚ÄĚ, dirigido pela cineasta Renata Terra, lan√ßa luz ao distanciamento da nossa sociedade com o mundo natural. Ao mesmo tempo, alerta que ainda h√° tempo de transformarmos nossa rela√ß√£o com a natureza.¬†

 

 

O Começo da Vida 2: conexão com a natureza

O filme investigou grandes centros urbanos como Brasil, M√©xico, Chile, Peru e Estados Unidos. Ele traz reflex√Ķes de especialistas renomados e pensadores da √°rea da inf√Ęncia e do meio ambiente. Crian√ßas de diferentes culturas tamb√©m revelam no filme sua vis√£o sobre o momento de isolamento social e sua rela√ß√£o com a natureza.¬†

Nós também pertencemos a esse mesmo organismo que abriga as plantas, animais e rios. 

Mantendo o compromisso do Alana de democratizar o acesso √† cultura e √† informa√ß√£o, tamb√©m ser√° poss√≠vel assistir pela plataforma Videocamp.¬† Sess√Ķes p√ļblicas poder√£o ser programadas, desde que sejam respeitados os protocolos de sa√ļde. Ou seja, evitar aglomera√ß√Ķes e praticar o distanciamento quando feita ao ar livre. Tamb√©m poder√£o organizar uma exibi√ß√£o entre pessoas que estejam passando a quarentena juntas.

Distribu√≠do pela Flow, o filme estreia no dia 12 de novembro, em 190 pa√≠ses, por meio das principais plataformas de streaming ‚Äď inclusive a Netflix. No Videocamp, o filme conta com recursos de legendas, legendas descritivas ‚Äď closed caption, audiodescri√ß√£o e linguagem de sinais em portugu√™s, ingl√™s e espanhol.


Brincar em contato com peda√ßos de folhas ou um punhado de terra secreta uma das rela√ß√Ķes mais primitivas do ser humano.

Conex√Ķes genu√≠nas entre as crian√ßas e a natureza podem revolucionar o nosso futuro. Nos ajude a semear essa discuss√£o para mais pessoas e devolver aos pequenos e √†s pr√≥ximas gera√ß√Ķes a chance de viver uma inf√Ęncia livre, saud√°vel e rica em natureza.¬†

Foto da capa da publica√ß√£o. Em fundo verde, o texto: carta aos candidatos e candidatas √†s elei√ß√Ķes municipais de 2020

No centro da imagem est√° escrito em branco em um fundo verde: Carta aos candidatos e candidatas √†s elei√ß√Ķes municipais de 2020. Pela promo√ß√£o e defesa dos direitos das crian√ßas e adolescentes.

 

Elei√ß√Ķes 2020

Publicado em S√£o Paulo, outubro de 2020.

A fim de defender e promover a prioridade absoluta dos direitos de crian√ßas e adolescentes no processo eleitoral, bem como nas pr√≥ximas gest√Ķes municipais, o Instituto Alana redige uma carta aos candidatos e √†s candidatas √†s elei√ß√Ķes municipais de 2020.

 

Acesse a √≠ntegra da Carta aos candidatos e candidatas √†s elei√ß√Ķes municipais de 2020.

A inf√Ęncia √© um momento √ļnico de conquistas f√≠sicas, socioemocionais e cognitivas. Para que todas as crian√ßas tenham condi√ß√Ķes para o seu pleno desenvolvimento, √© necess√°ria a aten√ß√£o especial do Estado na formula√ß√£o de planos e pol√≠ticas p√ļblicas.¬†Em virtude disso, o Instituto Alana elaborou uma carta aos candidatos e candidatas √†s elei√ß√Ķes municipais de 2020. O documento pede que a promo√ß√£o dos direitos da inf√Ęncia e adolesc√™ncia tenha prioridade absoluta, desde o plano de governo.

Prioridade absoluta 

‚Äú√Č dever¬† da fam√≠lia, da sociedade e do Estado assegurar √† crian√ßa, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito √† vida, √† sa√ļde, √† alimenta√ß√£o, √† educa√ß√£o, ao lazer, √† profissionaliza√ß√£o, √† cultura, √† dignidade, ao respeito, √† liberdade e √† conviv√™ncia familiar e comunit√°ria, al√©m de coloc√°-los a salvo de toda forma de neglig√™ncia, discrimina√ß√£o, explora√ß√£o, viol√™ncia, crueldade e opress√£o.‚ÄĚ (Artigo 227, Constitui√ß√£o Federal)

Elei√ß√Ķes 2020: crian√ßas s√£o prioridade absoluta

Em síntese, a carta destaca a necessidade de compromisso dos candidatos com a redução das desigualdades ampliadas. Sejam elas em decorrência de gênero, raça, classe social ou deficiência. As especificidades devem ser consideradas em todos os eixos de atuação. Sobretudo, na educação que está sob responsabilidade dos municípios. 

‚Äú√Č fundamental o desenvolvimento de propostas curriculares conectadas com as diferentes realidades dos estudantes e dos territ√≥rios onde vivem‚ÄĚ, diz o texto sobre o acesso √† educa√ß√£o.¬†

A carta ainda refor√ßa que o atendimento a crian√ßas e adolescentes deve ter car√°ter transversal. Ou seja, deve incluir servi√ßos e √≥rg√£os das diferentes pol√≠ticas p√ļblicas, como Conselho Tutelar, Conselho de Direitos da Crian√ßa e Adolescente, rede socioassistencial, entre outros atores do Sistema de Garantia de Direitos.¬†

A articulação de uma rede integrada é a melhor saída para assegurar a proteção integral de todas as famílias. Apesar disso, ela ainda é incipiente em grande parte dos municípios brasileiros.

Uma cidade para crianças: inclusiva, verde, brincante e livre de publicidade infantil. 

X