Author: heloisa

Foto de Lygia Hortélio sentada em um banco, no meio da natureza.

No dia 20 de julho (sábado), às 11h, o Itaú Cultural, em parceria com Instituto Alana, inaugura a Ocupação Lydia Hortélio, em São Paulo. A mostra é um convite para  percorrer e recordar as singelezas, belezas e unanimidades que integram o humano. A exposição-instalação estará aberta para visitação até o dia 8 de setembro. 

Lydia, que nasceu em Salvador (Bahia) em 1932, defende a cultura da criança e a liberdade conquistada pelo ser humano, pequeno ou grande, que brinca e entoa cantigas. Na mostra será possível percorrer materiais do acervo da Lydia, além de depoimentos que montam sua trajetória como pesquisadora e educadora. O Instituto Alana também participa com atividades na programação paralela: 

22 a 28 de julho: a plataforma Videocamp realiza um play aberto do filme Tarja Branca, que ficará disponível na plataforma, online e gratuitamente. O longa, que conta com a participação de Lydia Hortélio, é um manifesto sobre a importância de continuar sustentando o espírito lúdico, que surge na infância, mas que é impelido pelo sistema a ser abandonado na vida adulta. Acesse aqui.

Ainda como parte da programação, o Videocamp reuniu também uma seleção de filmes que abordam a infância, a arte e o brincar, todos disponíveis para exibições públicas e gratuitas. Acesse aqui.

7 de agosto, das 19h às 21h30: Encontro: criança, música e cultura popular”. O programa Território Brincar exibirá o documentário Terreiros do Brincar, de Renata Meirelles e David Reeks. Na sequência, acontece um bate-papo com a diretora e o pesquisador e professor da Faculdade de Educação da USP, Marcos Ferreira.

21 de agosto, das 19h30 às 21h30: o Portal Lunetas organiza o encontro “Lunetas na Ocupação”, também na Sala Itaú Cultural, com o tema “Acalentar a infância”, sobre a importância dos acalantos na construção da identidade e de vínculos fortes e saudáveis na primeira infância. Participam da conversa Silvia Ambrosis, psicóloga e doutora em Letras pela USP, e Cristiane Velasco, educadora, contadora de histórias e escritora, com mediação de Ana Cláudia Leite, consultora da área de Educação do Instituto Alana.

A entrada em todas as atividades é gratuita. Para mais informações, acesse a página oficial da Ocupação.

Auditório com pessoas na plateia sentadas em cadeiras verdes, e no palco um telão e três palestrantes sentados de frente para a plateia.

Atualmente, é possível notar em diversas cidades brasileiras a desigualdade de acesso à natureza. Por isso, quando se pensa na relação entre criança e meio ambiente, é preciso considerar os múltiplos fatores que aproximam e distanciam, e entender que esse contato pode se estabelecer de diferentes maneiras. 

Para ampliar o diálogo sobre esse cenário, o programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, em parceria com o Sesc realizaram o “Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental”, nos dias 10 e 11 de junho, no Departamento Nacional do Sesc, no Rio de Janeiro. O encontro reuniu especialistas e educadores de todo o Brasil para instigar diálogos sobre a necessidade de maior interação das crianças com a natureza.

Pela primeira vez o seminário abriu espaço para apresentação de trabalhos, pesquisas e experiências que colocaram na prática o que foi discutido no seminário, além disso, também foram abordados temas como: as múltiplas infâncias; segurança no espaço público; a importância da experiência e a conexão da natureza e o cuidado com a terra” e também, ao longo dos dois dias de programação houve diversas oficinas para os participantes, como pipas, construção de bichinhos em madeira, produção de tintas à base de terra e pintura, confecção de comedouros artesanais para observação de aves, entre outras. 

Atividade realizada durante o "Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
Atividade realizada durante o "Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
"Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
"Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
"Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".
Laís Fleury no "Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental".

 

 

Imagem mostra uma fileira de mãos dadas.

Entre os dias 26 e 31 de maio, o Espaço Alana participou da 10ª Semana Mundial do Brincar – movimento criado para celebrar o brincar livre como um meio que incentiva o desenvolvimento das crianças e as permite vivenciar sua criatividade e imaginação.

O tema deste ano, “O Brincar que Abraça a Diferença”, foi um convite para pensar sobre a diversidade: de culturas, de povos, de costumes e de corpos e almas. E possibilitou múltiplas reflexões sobre a brincadeira como território de convívio entre essas diferenças.

A programação no Jardim Pantanal contou com show da Banda Alana, oficina percussiva interativa, circuito sensorial com elementos da natureza, contação de história indígena, oficina de Abayomi, roda de capoeira inclusiva e diversas brincadeiras – escolhidas por meio de um processo de escuta com a participação das maiores interessadas no tema: as crianças!

Há quatro anos o Espaço Alana também integra a mobilização do “Painel Infância e Ludicidade”, para levar a pauta da importância do brincar aos educadores da região. Nesta edição, recebeu Letícia Zero (da Aliança pela Infância) para uma conversa sobre o tempo da infância em suas questões mais essenciais – aprender, brincar, comer e dormir, Guacyara Labonia (coordenadora da Mais Diferenças) com a oficina “O brincar e a literatura – a mediação de um espaço para todos” e uma vivência artística com a equipe multidisciplinar do Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural.

A Semana Mundial do Brincar é uma iniciativa da Aliança pela Infância e a cada ano reúne diferentes atores, como mães e pais, educadores, instituições e coletivos, que juntos fortalecem o desejo de proporcionar às crianças condições para que vivam sua infância de forma plena e saudável.

 

Espaço Alana comemora "O brincar que abraça a diferenças" na Semana Mundial do Brincar.
Espaço Alana comemora "O brincar que abraça a diferenças" na Semana Mundial do Brincar.
Espaço Alana comemora "O brincar que abraça a diferenças" na Semana Mundial do Brincar.
Espaço Alana comemora "O brincar que abraça a diferenças" na Semana Mundial do Brincar.
Espaço Alana comemora "O brincar que abraça a diferenças" na Semana Mundial do Brincar.
Espaço Alana comemora "O brincar que abraça a diferenças" na Semana Mundial do Brincar.
Espaço Alana comemora "O brincar que abraça a diferenças" na Semana Mundial do Brincar.
X