Notícias

0

Nos dias 13 e 15 de julho, São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente, receberam o I Seminário Criança e Natureza organizado pelo recém lançado projeto do Instituto Alana, o Criança e Natureza. Pioneiro no Brasil, o evento procurou trazer informações e reflexões sobre a importância da conexão entre a criança e a natureza sob diferentes perspectivas: educação, saúde, cidades e meio ambiente.

Nas duas cidades o Seminário contou com uma roda de conversa com especialistas, com foco nos principais fundamentos e reflexões sobre o tema, uma vivência na natureza, conduzida pelo Instituto Romã e Instituto Árvores Vivas; conversas com organizações que já promovem a conexão de crianças e jovens com a natureza; e o lançamento do livro ‘A Última Criança na Natureza’ de Richard Louv, com palestra do autor. Tanto em São Paulo, como no Rio, os Seminários contaram com Cris Velasco, educadora e contadora de histórias, como mestre de cerimônia.

Em São Paulo, no Auditório da Bienal no Parque Ibirapuera, participaram Cecilia Herzog, professora de Projeto Urbano e Paisagismo na PUC-Rio; Daniel Becker, pediatra especialista em homeopatia; e Lea Tiriba, educadora-ambientalista. Participaram também a OUTWARD BOUND BRASIL (OBB), organização educacional, pioneira mundial em educação experiencial ao ar livre; e o Programa Rede da Vaga Lume, que faz a mediação entre educadores, escolas e ONGs da cidade de São Paulo e de comunidades rurais da Amazônia Legal brasileira.

Veja também:
– Espaço Alana na 7ª edição da Semana Mundial do Brincar
– Roda de conversa: a importância da empatia na educação
– ‘O Começo da Vida’ tem estreia mundial pelo VIDEOCAMP

No Rio de Janeiro, no Teatro Tom Jobim que fica dentro do Jardim Botânico, participaram a professora de Educação Ambiental Christiana Profice; a pedagoga Maria Amélia Pinho Pereira (Peo); o médico pediatra Ricardo Ghelman; e a canadense Suzanne Crocker que documentou nove meses de sua vida, isolada com o marido e os três filhos em uma pequena cabana no meio da floresta. Ser Criança é Natural, que promove encontros para pais e filhos, onde as crianças tem um contato direto e sensível com a natureza; e o Instituto Moleque Mateiro (IMM), criado com o objetivo de proporcionar momentos de prazer e aprendizado na natureza, participaram do evento carioca.

Além dessa intensa troca de experiências, o evento contou com a presença do jornalista norte-americano e especialista em advocacy pela infância Richard Louv, que lançou a edição em português do seu livro ‘A Última Criança na Natureza’ (‘The Last Child in the Woods’), que já vendeu mais de 500 mil exemplares e foi traduzido em 15 idiomas. O autor, referência no tema, cunhou o termo não médico Transtorno do Déficit de Natureza que busca chamar atenção para o impacto negativo da falta da natureza na vida das crianças.

Vivência realizada em São Paulo (Foto: Aline Arruda)
Maria Isabela Barros, consultora do Criança e Natureza, Daniel Becker, Cecilia Herzog, Lea Tiriba
Ana Lucia Villela e o jornalista Richard Louv (Foto: Aline Arruda)
Linha do tempo no Seminário de São Paulo (Foto: Aline Arruda)
Rita Mendonça conduzindo a vivência na natureza no Rio de Janeiro (Foto: Daniel Lobo)
Laís Fleury, coordenadora do projeto Criança e Natureza (Foto: Daniel Lobo)
Ricardo Ghelman, Peo, Cacau, professora de Educação Ambiental, Christiana Profice_RJ
Richard Louv e Suzanne Crocker no Rio de Janeiro (Foto: Daniel Lobo)

Comentários ( 0 )

    Comente

    Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos necessários *